Início > Saiu na Mídia > Monja Coen fala sobre Retiro Zen

Monja Coen fala sobre Retiro Zen


monja coen saiu na mídia nazaré uniluz

Com seu sorriso iluminado, fala mansa e grande capacidade de tocar com suas observações aguçadas a mente e o coração de pessoas dos mais variados credos, a Monja Coen é uma das mais admiradas lideranças espirituais do país. Fundadora primaz da Comunidade Zen Budista Zendo Brasil, ela tem dado a oportunidade de praticantes iniciantes e avançados praticarem o zazen, meditação sentada, no ambiente de tranquilidade de Nazaré Uniluz.

“Já faz alguns anos, talvez sete, desde que fui convidada por João (Pandit Vieira), professor de Hatha Yoga e integrante da unidade pedagógica de Uniluz, a fazer um retiro zen em Nazaré. Depois desse encontro tenho sido convidada pela equipe a manter, pelo menos em uma data anual, o retiro zen e o tenho feito, sempre nos feriados próximos a 15 de novembro”, explica.

Nos encontros realizados em Nazaré Uniluz, os participantes praticam diariamente uma média de 10 a 12 períodos de meditação sentada, intercaladas por períodos de kinhin (meditação caminhando), palestras do Darma (conjunto de ensinamentos do Budismo), leitura de textos (sutras) e entrevistas individuais com a Monja Coen.

Também há práticas de Yoga orientadas por facilitadores da Uniluz e atividades de harmonização dos espaços internos, dos jardins e da cozinha. Tudo isso, levando-se em conta o princípio da atenção plena ao que se está fazendo. Aliás, é ensinado no zen budismo que a meditação não acaba com o término do zazen, ela deve se estender a todas as nossas ações – incluindo aí a fala e os pensamentos. Com o passar do tempo e com a dedicação constante às práticas ensinadas pelo zen, é possível “reprogramar” nossa postura diante dos outros, do mundo e de nós mesmos.

O sesshin é um momento de investigação da nossa própria mente, da essência do nosso ser. “Deve-se seguir as orientações, manter o silêncio e apreciar cada instante da vida e da prática”, orienta a sensei.

Ao final do encontro, os participantes se reúnem numa roda e comentam sobre suas experiências. “Há várias pessoas e as experiências são variadas. Algumas se comovem e agradecem. Algumas reclamam de desconforto físico e outras silenciam corpo e mente”, expõe a Monja Coen.

“Quem é você? O que é você? O que é a natureza verdadeira?” são, segundo a Monja Coen, algumas das principais questões que os meditadores zen procuram desvendar durante os sesshins.

 

AD Luna é jornalista em Recife (Pernambuco) e fez essa matéria especialmente para Nazaré Uniluz. (http://interdependente.blogspot.com)

X
X