Andrea em “Retiro de Silêncio” (jul/13)

“Primeiro, a natureza que abraçou-me como mãe e amiga, presenteando-me com todos aqueles detalhes tão sutis e tão belos, que no viver corrido não damos a atenção merecida. Depois, a vivência em grupo, livre de compromissos e regras sociais impostas por uma fala constante, muitas vezes desprovida de um significado mais verdadeiro. Nesse sentido, a convivência isenta de diálogo permitiu o verdadeiro exercício do compartilhar. Percebi que estávamos todos ali mais inteiros, mais abertos e mais próximos, comungando com o mesmo propósito de servir ao outro com atenção e respeito.”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *