POESIA: Não, eu não fui embora

(por Josué Canaverde)

com

13 de julho de 2017

Natureza local

Não, eu não fui embora
Porque tenho comigo toda tua natural beleza
Tua sinfonia imensa, o som vibrante dos grilos
Teus pássaros chilreando, minha coruja meu relógio matinal
Tudo que me deste, minha terna perereca saltando em meu colo
Tudo que me mostraste, veloz cobra verde em minha mão.
Não, eu não fui embora
Porque sonho contigo, em cada momento
Com teu cheiro a terra fértil e molhada
Com tuas águas cristalinas, onde alegremente me banhei
Com teus ensinamentos, que guardo para sempre
Com tua trilha de floresta intensa e secular
Com tua casa redonda, seu silêncio sepulcral.
Não, eu fico para sempre contigo
Porque tenho tuas borboletas no meu pasmado olhar
Porque me deste toda a tua energia, tuas plantas
Porque me deste ainda flores, de encantos tantos
Porque simplesmente te amo, e tu me presenteaste.
Não, eu fico para sempre contigo
No jardim que cultivas á minha porta
No meio desse mar de aromas vários
No chão que generosamente me deste, para eu pisar
No sonho que guardo, de abraçar as flores que crescem
No meu coração, no meu universo, na minha saudade.


Deixe uma resposta